Categorias
Sem categoria

ZENDESK E WHATSAPP

ZENDESK E WHATSAPP

No dia 10 de novembro de 2020, a Zendesk anunciou sua parceria com WhatsApp. Assim, a empresa provedora de soluções de Customer Relationship Management (CRM) poderá oferecer suporte em tempo real aos seus clientes finais. Confira os detalhes a seguir!

ZENDESK E WHATSAPP

Zendesk e WhatsApp firmam parceria que promete melhorar a experiência do cliente

A Zendesk já é mundialmente reconhecida pela Gartner como líder em Centros de Relacionamento com o Cliente. Agora, com a parceria com WhatsApp, a empresa poderá ampliar ainda mais os seus recursos de atendimento ao consumidor final.

O objetivo da integração do Zendes Support ao WhatsApp é oferecer suporte em tempo integral, permitindo que as empresas engajem os seus clientes imediatamente.

De acordo com a pesquisa realizada pela Zendesk e a Enterprise Strategy Group, as marcas que investem em canais de atendimento são as que oferecem a melhor experiência do cliente. Por isso, por meio dessa parceria, os clientes da Zendesk poderão utilizar ferramentas de API para se conectarem ao WhatsApp, Instagram e Messenger.

Como funciona a integração do WhatsApp no Zendesk Support?

Com essa nova parceria, os clientes finais poderão contatar as empresas através do WhatsApp. Então, as mensagens são transformadas em tickets no Zendesk Support, respondidas pelos agentes e enviadas ao cliente pelo aplicativo de mensagens instantâneas.

Entretanto, a ferramenta pode ser usada apenas para que o cliente entre em contato com a empresa. De acordo com as regras do WhatsApp, a instituição não pode enviar mensagens proativamente, é somente o usuário final quem pode iniciar a conversa. Além disso, não é possível fazer ou receber chamadas.

Outro ponto importante da integração do Zendesk ao WhatsApp é a regra de 24 horas. De acordo com os termos do aplicativo de mensagens instantâneas, a empresa tem até 24 horas para responder ao contato do usuário final. Caso contrário, será necessário um novo contato por parte de cliente; reiniciando o prazo para resposta.

Como a parceria entre o Zendesk Support e o WhatsApp beneficia a sua empresa?

De acordo com o último levantamento divulgado pelo WhatsApp, o aplicativo tem mais de 2 bilhões de usuários no mundo inteiro. No Brasil, a plataforma reúne mais de 120 milhões de usuários. Além disso, apenas no primeiro semestre de 2020, houve um crescimento de 50% no uso de aplicativos de mensagens.

Sem dúvida, o WhatsApp é o principal meio de comunicação móvel. Por isso, se a empresa pode estar presente nessa plataforma para atender seus clientes de forma eficaz os resultados são excelentes e tudo isso com a segurança da informação necessária. Confira alguns benefícios:

  • Promove engajamento do cliente, pois a empresa pode falar com o cliente onde ele se sente à vontade.
  • É possível automatizar as respostas instantâneas.
  • O Zendesk Support pode ser integrado a todos as plataformas de mensagem da Facebook Inc. para respondê-las de um só lugar.
  • Com os recursos do Zendesk é possível oferecer uma experiência de mensagens personalizadas.

De fato, a parceria entre a Zendesk e o WhatsApp será uma excelente ferramenta para melhorar a experiência do cliente.

Gostou de saber sobre esse novo recurso de atendimento ao cliente? Então, espalhe a novidade e marque um amigo nos comentário!

 

Últimos Posts

Lei geral de proteção de dados pessoais

A coleta, o armazenamento e o processamento de dados dentro das empresas vão passar por
grandes transformações. Afinal, em agosto de 2020, entrou em vigor a Lei Geral de Proteção de
Dados, inspirada na norma europeia. Venha entender tudo sobre a nova legislação no país.
O que é a LGPD?

Leia mais »

Qual a diferença entre um Firewall Corporativo e OpenSource

A proteção dos dados é indispensável para qualquer empresa no cenário atual. Mais do que nunca, a informação é o bem mais precioso para as pessoas e para os negócios, sendo, portanto, o principal alvo quando ocorrem ataques e acessos não autorizados a uma rede de computadores.

Leia mais »

PABX Virtual

O PABX Virtual é uma solução que reduz custos e torna mais eficiente a comunicação

Leia mais »
Categorias
Sem categoria

DIFERENÇA ENTRE CAPEX E OPEX

DIFERENÇA ENTRE CAPEX E OPEX

É provável que já tenha ouvido falar ou lido por aí a respeito das siglas OPEX e CAPEX, considerando a popularidade que ganharam no âmbito corporativo. Em termos simples, são expressões que abrangem operações relacionadas aos custos que uma organização tem ao longo de sua trajetória.

Para saber melhor do que se tratam essas expressões, continue a leitura. Aqui apontamos não apenas o conceito de cada uma, mas também as principais diferenças entre elas. Confira!

CAPEX

A sigla CAPEX vem do inglês Capital Expenditure e, em português, significa despesas de capitais ou, como muitos conhecem, investimentos em bens de capitais. É uma expressão que abrange, assim, todos os custos relacionados à aquisição de equipamentos e instalações que buscam a melhoria de um produto, serviço ou da organização.

Aqui, podemos destacar desde o investimento em uma impressora, até na compra de um terreno para instalar um escritório da empresa. Observe que se trata, portanto, de OPEX.

OPEX, por sua vez, vem do inglês Operational Expenditure e, ao contrário da modalidade anterior, o foco está nas despesas operacionais e nos investimentos feitos a título de manutenção dos equipamentos.

Com outras palavras, o foco da OPEX são os gastos realizados cotidianamente, como despesas com combustível, manutenção de equipamentos, funcionários e serviços terceirizados, por exemplo.

Principais diferenças entre OPEX e CAPEX

Agora que você conhece o conceito de OPEX e CAPEX, fica mais fácil visualizar as principais diferenças entre eles. Para que entenda melhor, não restando dúvidas, apresentamos, a seguir, as principais:

– Geralmente, CAPEX envolve custos fixos e que têm um impacto financeiro imediato em uma empresa, como, por exemplo, a compra de novas máquinas para potencializar o setor produtivo. Aliás, envolve qualquer custo que objetivo aumentar a soma de capital de uma empresa, como aquisições diversas, a exemplo de impressora, mobília, etc.;

– OPEX, por sua vez, como destacamos, envolve custos que tenham relação com a manutenção daquilo que foi adquirido, seja a título de bens materiais ou de recursos humanos. Uma impressora, por exemplo, precisa de manutenção para que funcione adequadamente.

– Uma outra característica em relação ao OPEX é que, ao contrário do CAPEX, as despesas são variáveis, ou seja, dependem diretamente do valor de reparo de determinado item, bem como da folha de pagamento, que pode variar segundo vantagens como bonificação, premiação, comissão, etc.

Por exemplo, em um mês, a folha de pagamento pode ser no valor de R$ 20 mil, mas no mês posterior, tal valor pode chegar a R$ 30 mil, somando as despesas variáveis. No entanto, a compra de novas máquinas é um valor fixo.

Como vimos, OPEX não se confunde com COPEX, pois cada um, além do conceito, possui características distintas. Agora que sabe disso, por que não aproveita o momento para compartilhar este conteúdo com seus amigos?

Você pode tomar duas decisões em relação ao assunto que leu. A primeira é compartilhar esse conteúdo com seus amigos nas redes sociais ou, simplesmente, marcá-los (segunda decisão) aqui, para que possam lê-lo e, assim, ficarem atualizados com informações de qualidade. Aproveite!

Tecnologias de Informação não param de surgir a todo o momento, seguindo as tendências de modelos de negócio cada vez mais ágeis. Sem dúvida, o cloud computing é um avanço revolucionário dessa indústria.

Esse modelo que promete entregar serviços de TI com as mesmas funcionalidades ou até mesmo novas funcionalidades e soluções já existentes a um custo inicial bem mais baixo permite que empresas implementem serviços tecnologicamente avançados mesmo com as limitações de seus orçamentos.

No cloud computing, a plataforma é fornecida ao cliente como um serviço, trazendo questões tanto do ponto de vista do consumidor quanto do fornecedor.

Por um lado, empresas que contratem o serviço podem reduzir custos com TI, podendo aplicar o orçamento em outras necessidades. Por outro, os fornecedores de cloud computing precisam disponibilizar aos seus clientes novos softwares e alternativas de entrega.

Neste artigo, falaremos sobre os diferentes modelos de serviços cloud computing (a href=”http://www.scielo.mec.pt/pdf/rist/n18/n18a04.pdf”>IaaS, PaaS e SaaS), apontando suas vantagens e desvantagens. Continue lendo para saber mais.

Últimos Posts

Lei geral de proteção de dados pessoais

A coleta, o armazenamento e o processamento de dados dentro das empresas vão passar por
grandes transformações. Afinal, em agosto de 2020, entrou em vigor a Lei Geral de Proteção de
Dados, inspirada na norma europeia. Venha entender tudo sobre a nova legislação no país.
O que é a LGPD?

Leia mais »

Qual a diferença entre um Firewall Corporativo e OpenSource

A proteção dos dados é indispensável para qualquer empresa no cenário atual. Mais do que nunca, a informação é o bem mais precioso para as pessoas e para os negócios, sendo, portanto, o principal alvo quando ocorrem ataques e acessos não autorizados a uma rede de computadores.

Leia mais »

PABX Virtual

O PABX Virtual é uma solução que reduz custos e torna mais eficiente a comunicação

Leia mais »
Categorias
Sem categoria

IaaS, PaaS e SaaS: o que é cada um e quais suas vantagens e desvantagens

IaaS, PaaS e SaaS: o que é cada um e quais suas vantagens e desvantagens

IaaS, PaaS e SaaS: o que é cada um e quais suas vantagens e desvantagens

1) IaaS: Infraestrutura como serviço

O modelo de infraestrutura como serviço disponibiliza a potencialidade computacional e a capacidade de armazenamento necessárias para que o cliente utilize seus programas e arquivos. O tamanho dessa infraestrutura pode ser aumentado ou diminuído mediante as necessidades.

Dentre vantagens que podemos apontar para IaaS, temos que ela não demanda espaço físico, poupa o cliente de precisar pagar pela manutenção de equipamentos e pode ter o tamanho adaptado conforme a necessidade. Outra vantagem relevante é a segurança dos dados.

Por outro lado, é necessária uma boa conexão de internet e, em caso de flutuações na rede, o trabalho para. No caso da nuvem pública, também é possível ter uma queda no desempenho, pois o servidor está atendendo a diversos inquilinos ao mesmo tempo.

2) SaaS: software como serviço

Esse é o modelo mais conhecido e utilizado. No SaaS, as aplicações funcionam diretamente na nuvem, sem necessidade de instalação no computador. Alguns exemplos são softwares de texto, apresentações ou planilhas.

Como vantagem, o SaaS pode ser acessado de qualquer computador com acesso à internet e facilitam trabalho conjunto em um mesmo arquivo. Porém, a desvantagem é que essas aplicações podem não atender à demanda de uma empresa.

3) PaaS: plataforma como serviço

Nesse modelo, o fornecedor disponibiliza ao cliente uma plataforma que permite que suas aplicações funcionem. Costuma ser a solução para empresas que precisam subscrever serviços imediatamente a um custo baixo.

Por vantagem, podemos apontar a possibilidade de criar aplicações a baixo custo, independente de se privada ou não. Porém, como desvantagem, os clientes estão limitados pela linguagem e pelas ferramentas que são oferecidas na plataforma e, quando uma aplicação é criada num software, não pode ser movida para outro.

Gostou desse conteúdo? Marque seus amigos nos comentários.

Quem somos

A 3 UP FULL TECH tem por objetivo levar soluções verticalizadas para seus clientes e parceiros. Possuímos profissionais treinados e qualificados nas áreas de Marketing, desenvolvimento e software house e segurança da informação.

Com foco em Infraestrutura de rede, Soluções em Nuvem e Segurança, ao longo dos anos conquistamos a confiança de parceiros como Dell, Microsoft, Fortinet dentre outros.

São diversas soluções em tecnologia de informação: nosso serviço de Cloud Server possui VPS e Servidores dedicados de alta performance, com disponibilidade de 99,98% ao ano, com Data Center no Brasil e no Canadá. Acesse nosso site para saber mais.

Últimos Posts

Lei geral de proteção de dados pessoais

A coleta, o armazenamento e o processamento de dados dentro das empresas vão passar por
grandes transformações. Afinal, em agosto de 2020, entrou em vigor a Lei Geral de Proteção de
Dados, inspirada na norma europeia. Venha entender tudo sobre a nova legislação no país.
O que é a LGPD?

Leia mais »

Qual a diferença entre um Firewall Corporativo e OpenSource

A proteção dos dados é indispensável para qualquer empresa no cenário atual. Mais do que nunca, a informação é o bem mais precioso para as pessoas e para os negócios, sendo, portanto, o principal alvo quando ocorrem ataques e acessos não autorizados a uma rede de computadores.

Leia mais »

PABX Virtual

O PABX Virtual é uma solução que reduz custos e torna mais eficiente a comunicação

Leia mais »